Heroku: o que é e como funciona

Hoje, a tecnologia é essencial para quem quer fazer uma mudança positiva no mundo dos negócios na Heroku, sendo utilizada para otimizar processos, aumentar a produtividade e proporcionar aos clientes uma melhor experiência de compra.

Seja qual for o objetivo, é mais fácil alcançá-lo com o suporte de design inteligente e sistemas corporativos escaláveis.

Então, neste artigo, explicaremos como o Heroku funciona e os benefícios do Heroku – uma plataforma pioneira de computação em nuvem para hospedagem e implantação de aplicativos que contribuiu para a criação de mais de 9 milhões de aplicativos. vamos?

O que é Heroku?

É um PaaS (Platform as a Service) que permite que projetos virtuais sejam hospedados, configurados, testados e publicados na nuvem. Entre outros recursos, ajuda os desenvolvedores a configurar a infraestrutura para implantação, ou seja, implantação de aplicativos.

Quando o desenvolvimento começou em 2007, Heroku era compatível com apenas uma linguagem de programação, Ruby. Atualmente, a plataforma está mais completa e também aceita outras plataformas, incluindo:

Node;
Java;
Scala;
PHP.

O serviço faz parte do universo Salesforce CRM, o que significa que você pode integrar recursos para sincronizar dados seletivamente, otimizar fluxos de trabalho de vendas e tornar o sistema mais eficiente.

Por exemplo, a combinação dessas tecnologias facilitou o desenvolvimento de aplicativos mais personalizados. Afinal, o Sales Cloud otimiza o gerenciamento dos dados dos clientes e facilita o relacionamento das empresas com eles.

Heroku é uma plataforma de computação em nuvem – os funcionários a acessam remotamente usando dispositivos com acesso à internet. Essa tecnologia é muito importante para as empresas, pois garante a acessibilidade e a segurança do armazenamento de dados.

O código do aplicativo é armazenado em contêineres, que normalmente são executados em hosts compartilhados, mas sempre em ambientes leves e isolados. Em Heroku, eles são chamados de dynos. Em cada ambiente de compilação, além dos elementos de computação, memória e sistema operacional, há um sistema de arquivos temporário.

Os usuários podem alterar o número, tamanho e tipo de dinamômetros necessários para sua aplicação a qualquer momento. Assim, quando você precisar crescer para atender a novas demandas, não haverá grandes problemas: a configuração pode ser ajustada com apenas alguns cliques.

Heroku cli

Para hospedar você precisa do heroku CLI.

Baixe se você tiver windows 64-bit ou o windows 32-bit.

No Linux, use o comando

Para MacOS você pode tanto baixar o instalador ou instalar com o comando

Hora do deploy

Vamos iniciar o procedimento de deploy!

Se o aplicativo que você deseja hospedar for node.js, você pode instalar node e npm no terminal usando npm init ou cmd.

Para verificar se o node e o npm estão instalados, digite npm -v e node -v no terminal, se retornar saída com a versão, está instalado!

Se você ainda não o instalou, instale-o agora.

Depois disso, você pode criar uma pasta src para armazenar todo o código do seu aplicativo ou criar index.js no diretório raiz.

Uma API básica

Neste passo a passo, vou criar uma api básica usando express como exemplo prático, primeiro precisamos instalar express e npm usando .

Para uma request GET básica na raiz “/”.

O código ficará mais ou menos deste jeito:

Com um pouco mais de detalhes, vamos criar um arquivo chamado “procfile” onde inseriremos o caminho do nó da web/para/seu/index.js conforme mostrado no exemplo a seguir:

Fiz o upload do código para o GitHub para facilitar o entendimento, caso queira ver se há alguma dúvida ou problema, será redirecionado para o link do repositório.

Após fazer nossa api, é hora de implantá-la no Heroku, usaremos o comando heroku create para criar um Dyno e gerar um nome para a aplicação.

Não se esqueça de fazer login

Quando você usar o heroku cli pela primeira vez, ele solicitará que você faça login.

Pressione qualquer tecla e ele abrirá uma nova guia no seu navegador padrão, onde você fará login ou criará uma nova conta.

Criar uma conta não é difícil, basta preencher os campos obrigatórios conforme necessário.

Após o login, volte ao terminal e sua aplicação será criada.

Ele terá um nome gerado, o meu é a porta mística 03490, o seu pode ser diferente.

Mas não se preocupe, se você quiser escolher um nome específico para seu aplicativo, confira como renomeá-lo.

Agora tudo que você precisa é de um comando para implantar seu aplicativo!

Quase lá, hum!

Vamos lá, vamos usar o comando git push heroku master e pronto!

Conseguimos implantar nosso aplicativo!

Para abri-lo em uma nova guia do navegador, digite heroku open no terminal.

Prós e contras do Heroku
beneficiar
A vantagem de usar heroku é a produtividade!

Porque se integra ao GitHub, facilitando a implantação e o controle.

Ele também tem um mercado add-on interessante!

Por exemplo, quando você deseja adicionar um banco de dados ou como um novo plug-in em seu site WordPress, é fácil, basta acessar o Heroku e selecionar o plug-in que deseja instalar.

Além disso, ele aprecia o foco no desenvolvimento central do aplicativo! Em vez de serviços externos como hospedagem, testes ou infraestrutura.

Isso facilita o uso, melhora muito a produtividade do programador e economiza um tempo significativo durante o desenvolvimento.

Deficiência

Não tem muitas desvantagens, mas se você hospedar seu aplicativo na versão gratuita e ficar ocioso por 30 minutos, ele entrará em suspensão.

O Heroku possui 512 MB de memória para hospedar o aplicativo, o que não é ideal para aplicativos muito grandes com alto tráfego e solicitações.

Você pode ver mais informações sobre planos de hospedagem.

Continue aprendendo Heroku!

Se você tiver mais dúvidas e quiser se aprofundar, confira o podcast oficial do Heroku e leia a documentação completa.

Para o próximo!