TI: 7 tecnologias mais buscadas em profissionais

É oficial: TI e telecomunicações são os setores que mais empregam pessoas, mesmo em crise. As contratações para desenvolvimento de software crescem a cada dia e a média salarial está entre as melhores do mercado. Por outro lado, profissionais cada vez mais qualificados e exigências específicas da empresa podem afastar você do emprego dos seus sonhos. Nós da Online Tech ajudamos a construir currículos matadores, e agora vamos listar as 7 técnicas mais procuradas por empresas que contratam profissionais de TI.

Abaixo você pode conferir os rankings da pesquisa de Online Tech, que identificou as linguagens e frameworks com mais atenção e aplicação comercial. A pesquisa é baseada em mais de 350 empresas do portfólio do GeekHunter, com maior concentração nas cidades de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Florianópolis e Belo Horizonte. Escusado será dizer que profissionais com essa qualificação em seu perfil são mais propensos a serem contratados e, embora tenha sido confortável trabalhar com a Pearl nos últimos 20 anos, não custa conhecer maneiras mais eficientes de desenvolver seu sistema, não é não é? não é?

Quem se destaca no mercado de tecnologia e quais os salários oferecidos?
Dois especialistas da área respondem

O setor de TI pode não estar completamente imune à crise, mas a verdade é que é um dos setores menos afetados. Em todos os negócios, a tecnologia impulsiona a demanda por profissionais, pois é o veículo da produtividade e eficiência da empresa. É por isso que os profissionais de TI são considerados estratégicos para o negócio, pois contribuem de diversas formas, permitindo que as empresas também respondam às crises por meio da inovação tecnológica. A seguir, dê uma olhada navegando pelas fotos, que, segundo dois especialistas consultados, são os profissionais mais procurados no momento.

Analista de segurança da informação

Segundo Jaime de Paula, fundador e CEO da Youfang Technology, todo o mercado está preocupado com a segurança dos dados. “Muitas empresas estão adotando soluções de data center e nuvem. Com isso, os dados saem de um domínio fechado, são teoricamente mais seguros e podem ser migrados para a nuvem fora da estrutura física da empresa. Por isso, as empresas precisam de analistas para monitorar esses processos”, Ele disse. Segundo ele, grandes bancos e seguradoras já estão usando a nuvem para armazenar grandes quantidades de informações. “A segurança está um passo à frente dos hackers”, disse o CEO da Yofang. Por isso, é sempre necessário ficar de olho nas mudanças e pesquisar novas vulnerabilidades. Provedores de software oferecem cursos, e o conselho de especialistas é ficar atento. Saber inglês é importante para entender documentos e textos sobre novas ameaças, que muitas vezes são publicados nesse idioma. A engenharia de software é um treinamento comum para profissionais da área. Em São Paulo, os profissionais recebem até R$ 20 mil por mês. Nas regiões Sul e Nordeste, os salários são mais baixos, em torno de R$ 12 mil.

Desenvolvedor full stack

“Ele é um profissional difícil de encontrar”, diz Jaime de Paula, CEO da Yofang Technology. Dos 200 engenheiros de software de sua empresa, disse ele, existem apenas nove profissionais com títulos full-stack. É que desenvolvedores como esse trabalham bem no desenvolvimento de partes de infraestrutura, servidores (backend) e interfaces (frontend). De acordo com Jaime de Paula, suas atuações combinadas colocam muita ênfase em sua passagem. A formação em engenharia de software e ciência da computação é mais frequente, mas a característica mais marcante deste curso é a experiência, que varia de 5 a 10 anos. “Esse cara trabalhou em infraestrutura, desenvolveu backends, usou dispositivos móveis”, disse Jaime de Paula. Inglês também precisa estar no currículo. O CEO da Youfang Technology disse que o salário pode chegar a 20 mil reais.

Analista ou especialista de DevOps/ gerente de engenharia de sistemas TI

“DevOps é um termo relativamente novo que significa Desenvolvimento + Operações. É uma tendência remover barreiras entre as equipes/domínios de desenvolvimento de software e as equipes/domínios que implementam e suportam esses sistemas, simplificando assim todo o processo”, executivo Henrique Gamba, fundador de consultoria de recrutamento Yoctoo, disse especializada em TI.

O CEO da Youdao, Jaime de Paula, disse que os analistas de DevOps definem as normas de como os desenvolvedores devem criar plataformas e colocá-las em operação. Gamba explicou que este é um tópico em desenvolvimento, pois é uma iniciativa relativamente nova. “Ainda são muito poucos os profissionais que têm experiência prática nesta área porque são poucos os ambientes onde esta prática está madura”, disse. Portanto, o salário é alto e varia entre 18.000 e 25.000 reais.

Programador Mobile (iOS e Android) TI

Segundo Henrique Gamba, fundador da Yoctoo, programadores de linguagens especializados em aplicativos mobile para as principais plataformas do mercado (iOS e Android) costumam trabalhar por projeto. “Isso leva a uma alta rotatividade nas empresas, o que significa que sempre há empresas no mercado em busca de executivos”, disse. Os salários variam entre 7 mil e 11 mil reais e, segundo Gamba, a demanda por esse profissional ainda é muito maior que a oferta.

Cientista de dados TI

Uma forte perspicácia nos negócios, juntamente com uma visão estatística nítida, é uma grande diferença para um cientista de dados. “Em situações em que as empresas precisam lidar com volumes e variedades de informações sem precedentes, um cientista de dados é um profissional de alto nível com as habilidades e a curiosidade encontradas em big data”, afirma Henrique Gamba, fundador da Yoctoo, com foco em TI. consultoria de recrutamento. Segundo dois especialistas consultados, a falta de talento qualificado no mercado é uma realidade. Também é fato que cada vez mais empresas estão investindo em estratégias de marketing utilizando ferramentas de big data. Por isso é um profissional conceituado, com salário entre 10.000 e 18.000 reais. “É um campo com fortes vieses acadêmicos. As carreiras acadêmicas são ainda outro aspecto da profissão”, disse Gamba.

Arquiteto de soluções de big data

Ele é um tecnólogo que trabalha em tecnologias que possibilitam soluções por meio da análise de grandes quantidades de dados. “O arquiteto de uma solução de big data é o elo entre as necessidades de negócios e os cientistas e engenheiros de dados”, disse o fundador da Yoctoo, Henrique Gamba. O especialista explicou que o profissional é responsável por criar a análise das necessidades do negócio, selecionar a plataforma a ser utilizada, a arquitetura técnica do aplicativo e a solução proposta. Os motivos da polêmica são os mesmos dos cientistas de dados: falta de oferta e novidade na carreira. Os salários para essa atividade também são altos: entre 14.000 e 20.000 reais.

TI Business Partner

Ele é a ponte entre a equipe técnica de TI e a área de negócios. “A principal função desse profissional é entender os requisitos do negócio e ser capaz de traduzi-los em requisitos técnicos na área de TI”, diz Henrique Gamba, da Yoctoo. A tendência de aproximar tecnologia e negócios vai continuar, explicando a necessidade desse profissional está em alta demanda. “Ainda encontramos falta de profissionais de TI com a formação técnica necessária, a capacidade de interagir e o conhecimento de negócios”, disse Gamba. O salário é entre 18.000 e 25.000 reais.